FUTEBOL BRASILEIRO: Robston do Vila Nova-GO é pego no exame antidoping.

Volante Robston 
GOIÂNIA - O volante do Vila Nova, Robston, foi pego no exame antidoping por uso de cocaína. A notícia caiu como uma bomba na equipe goiana, que vive um bom momento no Estadual. 
O consumo indevido da substância foi flagrado no teste da partida com o Sampaio Corrêa, pela Série C do Campeonato Brasileiro do ano passado, no Serra Dourada.
Mesmo sem ter a suspensão prévia aplicada, ele não atuará nos próximos jogos. Aos 32 anos, Robston era o capitão do time.
O exame da urina do atleta detectou o uso de benzoilecgonina, um metabolito da cocaína. 
Assim que foi informado do resultado, o jogador admitiu o uso e não possibilitou ao clube exigir a contraprova. 
O Vila Nova garantiu que dará todo suporte a Robston, que pediu um tempo para resolver questões pessoais e será preservado.
A CBF informou o resultado do exame no início desta semana, via carta, e Maruilho Teixeira, que cuida da parte jurídica da equipe, cumpriu os protocolos legais. 
O advogado revelou que o clube e o jogador agora aguardam os tramites do caso. A suspensão prévia é de 30 dias.

Robston quando atuava pelo Atlético- GO
LEIA O COMUNICADO OFICIAL DO VILA NOVA:
O departamento médico do Vila Nova Futebol Clube foi comunicado, na quarta-feira (5/2), pela Comissão de Controle de Doping da Confederação Brasileira de Futebol, que o atleta Carlos Robston Ludgero Júnior teve resultado positivo em teste de doping.
A amostra foi coletada no dia 2 de fevereiro de novembro de 2013, após a partida entre Vila Nova e Sampaio Corrêa, realizada no estádio Serra Dourada durante a disputa do Campeonato Brasileiro da Série C. A substância encontrada foi a nezoylecgonine.
A diretoria do clube lamenta o ocorrido e informa que dará todo suporte necessário ao atleta.
Diretoria
Vila Nova Futebol Clube

Comentários