UFC: Lyoto vence Mousasi e vai em busca do cinturão dos médios

Lyoto enfrentado Mousasi 

ESTADOS UNIDOS - Não foi do jeito que a Arena Jaraguá esperava, mas Lyoto Machida segue firme rumo à disputa de cinturão no peso médio.
Neste sábado, no evento principal da noite, o brasileiro fez luta insossa contra Gerard Mousasi, mas conseguiu o suficiente para vencer na decisão unânime dos jurados (49-46, 50-45 e 50-45).
Conforme prometido por Dana White, presidente do UFC, a tendência agora é que o brasileiro, recém-chegado à divisão dos médios, ganhe uma chance contra o vencedor da disputa de título entre o atual campeão, Chris Weidman, e o desafiante Vitor Belfort, que se enfrentam no dia 24 de maio, no UFC 173.
Para chegar à chance de tentar o cinturão, Lyoto, que já havia vencido Mark Muñoz entre os médios, fez luta bastante estudada contra Mousasi. 
No primeiro e segundo round, o brasileiro soube usar o contragolpe a seu favor e abriu vantagem, aliando bem a velocidade que ganha como médio e sua técnica.
No terceiro round, Lyoto se mostrou mais confortável. Depois de um primeiro minuto igualmente estudado em relação aos anteriores, o brasileiro soltou a mão esquerda e balançou Mousasi. Depois, combinou bem chutes e joelhadas e, àquela altura, já fazia o suficiente para levar a luta por pontos.
No quarto assaltado, contudo, Mousasi voltou melhor e logo levou a luta para baixo. Lyoto até se levantou rapidamente, mas ficaria por baixo novamente mais tarde - o iraniano, ainda assim, foi pouco efetivo. 
O round terminou com o rival do brasileiro acertando uma pedalada ilegal, mas Mario Yamasaki preferiu não descontar pontos.
Nos últimos cinco minutos de luta, o brasileiro soube administrar o que conquistou durante a luta. Correndo atrás do prejuízo, Mousasi tentou levar a luta para baixo cedo, mas viu Lyoto se defender e cair por cima, conseguindo trabalhar bem até o fim do combate.
Veja todos os resultados do UFC Fight Night: Machida vs. Mousasi:
CARD PRINCIPAL
Lyoto Machida venceu Gegard Mousasi na decisão unânime dos jurados (49-46, 50-45 e 50-45)
Ronaldo Jacaré venceu Francis Carmont na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 30-27)
Erick Silva venceu Takenori Sato por nocaute a 52s do primeiro round
Nicholas Musoke venceu Viscardi Andrade na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 29-28)
Charles do Bronx venceu Andy Ogle por finalização (triângulo) aos 2min40s do terceiro round
CARD PRELIMINAR
Joe Proctor venceu Cristiano Marcello na decisão unânime dos jurados (29-28, 30-27 e 29-28)
Rodrigo Damm venceu Ivan Batman na decisão unânime dos jurados (29-28, 29-28 e 29-28)
Francisco Massaranduba venceu Jesse Ronson na decisão dividida dos jurados (28-29, 29-28 e 30-27)
Iuri Marajó venceu Wilson Reis na decisão dividida dos jurados (28-29, 30-27 e 30-27)
Felipe Sertanejo venceu Maximo Blanco na decisão unânime dos jurados (29-27, 29-27 e 29-27)
Ildemar Marajó venceu Albert Tumenov na decisão dividida dos jurados (28-29, 29-28 e 30-27)
Zubaira Tukhugov venceu Douglas D'Silva na decisão unânime dos jurados (30-27, 29-28 e 30-27)


Comentários