ESTADOS UNIDOS NA COPA DE 2014: Estados Unidos vence Gana por 2 a 1 com gol aos 28 segundos de jogo.

O CAPITÃO DEMPSEY FAZ O GOL  FEZ GOL AOS 28 SEGUNDOS DE PARTIDA
Em partida que ficou marcada pelo gol mais rápido da Copa do Mundo até o momento. 
A seleção dos Estados Unidos derrotou o selecionado de Gana por 2 a 1, na noite desta segunda-feira ( 16 ), na Arena das Dunas, em Natal-RN, pelo grupo G do mundial.. 

Foi uma partida de dois tempos distintos. O estados Unidos sendo superior na primeira etapa. Na segunda parte do jogo Gana foi melhor. Em razão do cansaço dos americanos.

A seleção americana, saiu na frente aos 28 segundos de partida com o capitão Dempsey, com o gol mais rápido do mundial até o momento, e a primeira etapa terminou assim, com os americanos à frente no placar. 

Na segunda etapa aos 37 minutos o atacante André Ayew que é filho de Abedi Pelé fez o gol de empate dos africanos.

A partida se encaminhava  para terminar com o resultado de igualdade, até que aos 42 minutos o zagueiro John Brooks fez o gol da vitória do treinador Jurgen Klinsmann, após a cobrança de escanteio do meia Zusi.  

A vitória colocou os Estados Unidos em segundo lugar no grupo G, atrás da Alemanha no saldo de gols. Os americanos voltam a campo agora apenas no domingo, para enfrentar Portugal, em Manaus. Gana e Alemanha medem forças um dia antes, em Fortaleza.
FICHA TÉCNICA:


GANA 1 X 2 ESTADOS UNIDOS

Local: Arena das Dunas, em Natal (RN) 
Data: 16 de junho de 2014, segunda-feira
Horário: 19 horas (de Brasília) 
Árbitro: Jonas Eriksson (Suécia) 
Assistentes: Mathias Klasenius e Daniel Warnmark (ambos da Suécia) 
Cartão amarelo: Rabiu e Muntari (Gana)

Os Gols: 
GANA: André Ayew, aos 37 minutos do segundo tempo
EUA: Dempsey, aos 29 segundos do primeiro tempo; Brooks, aos 42 minutos do segundo tempo

GANA: Kwarasey; Opare, Mensah, Boye e Asamoah; Muntari, Rabiu (Essien), Atsu (Adomah) e Jordan Ayew (Kevin-Prince Boateng); Andre Ayew e Gyan
Técnico: James Appiah

EUA: Howard; Johnson, Cameron, Besler (Brooks) e Beasley; Beckerman, Jones, Bradley, Dempsey e Bedoya (Zusi); Altidore (Johannsson)
Técnico: Jurgen Klinsmann


Comentários