ARGENTINA NA COPA DE 2014: Higuain desencanta e Argentina avança a semifinal ao derrotar a Bélgica.

HIGUAIN COMEMORANDO O GOL DO TRIUNFO ARGENTINO SOBRE A BÉLGICA
Após 24 anos, a Argentina chega novamente a uma semifinal de Copa do Mundo. A última vez que os argentinos  chegaram entre as quatros melhores em um mundial, foi na Copa de 1990 na Itália.
Jogando no Estádio Mané Garrincha, em Brasília-DF, na tarde deste sábado ( 5 ), a seleção da Argentina derrotou a Bélgica por 1 a 0. O gol marcado pelo atacante Higuain logo aos oito minutos de partida.
Após o zagueiro Kompany, errar na saída de bola, Messi pegou a sobra e passou para Di María na direita. O meia tentou acionar Zabaleta, a bola caiu no pé de Higuaín que chutou  para o fundo das redes. O atacante não marcava há 83 dias, jogando pela a sua seleção. 
Depois do gol, a seleção de Alejandro Sabella, se fechou e controlou a partida até o final. Os argentinos ainda tiveram uma baixa no primeiro tempo da partida. Di María, deixou o jogo sentido dores na coxa.
A Bélgica não repetiu o mesmo desempenho das oitavas, Hazard não apareceu em campo. Os belgas arriscavam com as descidas de Vertonghen pela esquerda e os chutes de fora de área de Kevin de Bruyne.
Agora, argentinos e holandeses duelam na próxima quarta-feira dia 9 de junho, às 17h (de Brasília), na Arena Corinthians, em São Paulo-SP, pela semifinal da competição.
FICHA TÉCNICA
ARGENTINA 1 X 0 BÉLGICA

Local: Estádio Nacional, em Brasília (DF)
Data: 5 de julho de 2014, sábado
Horário: 13h (de Brasília)
Árbitro: Nicola Rizzoli (ITA)
Assistentes: Renato Faverani e Andrea Stefani (ambos da Itália) 
Cartões amarelos: Biglia (Argentina); Hazard e Alderweireld (Bélgica)
Gol: ARGENTINA: Higuaín, aos 8 minutos do primeiro tempo
Público: 68.551 pessoas

ARGENTINA: Romero; Zabaleta, Demichelis, Garay e José Basanta; Mascherano, Lucas Biglia e Messi; Lavezzi (Palacio), Di María (Enzo Peres) e Higuaín (Gago)
Técnico: Alejandro Sabella

BÉLGICA: Courtois; Alderweireld, Van Buyten, Kompany e Vertonghen; Witsel, Fellaini, Mirallas (Mertens), De Bruyne e Hazard (Chadli); Origi (Lukaku)
Técnico: Marc Wilmots




Comentários