ARGENTINA NA COPA DE 2014: Messi e Di Maria salvam a Argentina no 2º tempo da prorrogação

DI MARIA SALVOU A ARGENTINA NO FINAL DA PRORROGAÇÃO
Com um lampejo de Messi no finalzinho do segundo tempo da prorrogação, a Argentina derrotou a Suíça por 1 a 0, na Arena Corinthians e avançou as quartas de finais da Copa do Mundo FIFA 2014 no Brasil, após empatar em 0 a 0 no tempo normal.

O gol dos argentinos saiu dos pés de Di Maria aos 12 minutos, do segundo tempo da prorrogação, depois de ótima jogada de Leonel Messi.

Agora, os argentinos enfrentam os belgas nas quartas de finais no próximo sábado dia 5 de julho, em Brasília-DF, às 13h.

O JOGO
A duas melhores chances da primeira etapa foi da seleção Suíça. Aos 26 minutos, o atacante Shaqiri fez boa jogada dentro da  área e rolou a bola para tráz, Drmic chegava na área e chutou em cima do goleiro Romero.

O baixinho Shaqiri continuava dando trabalho para defesa argentina. Aos 37 minutos, o atacante do Bayer de Munique puxou um contra-ataque pela direita e passou para Drmic sozinho com Romero, o atacante suíço finalizou franco nos braços no goleiro argentino.

MESSI NÃO TEVE VIDA FÁCIL COM A DEFESA SUÍÇA
Na volta do intervalo. A Suíça voltou com a proposta de jogar fechadinha e usar os contra-ataques.
A Argentina criou a primeira jogada de perigo aos16 minutos. O  lateral esquerdo Rojo foi na linha de fundo cruzou e Higuain cabeceou e o goleiro Benaglio fez boa defesa.

Os argentinos apareceram novamente cincos minutos depois. Messi pegou a sobra na frente da área, dominou no peito e finalizou por cima do travessão.

Messi apareceu novamente e quase abriu o placar para a equipe de Alejandro Sabella aos 32 minutos. 

Rojo, foi acionado na linha de fundo e cruzou, a zaga da Suíça afastou a bola, o camisa 10 do Barcelona dominou e chutou o goleiro Benáglio colocou para linha de fundo. O tempo normal terminou sem gols.

A PRORROGAÇÃO
A primeira etapa foi sem muitas chances de perigo, com a torcida brasileira gritando "olé" no toque de bola da Suíça.
No começo do segundo tempo, Di María acordou e arriscou um chute forte que tinha endereço certo, mas Benaglio se esticou e mandou para escanteio.
Em outra boa jogada, o meia-atacante do Real Madrid tentou o arremate, porém a defesa abafou.
Até que aos 12 minutos, Messi carregou do meio campo, passou por um adversário e rolou na medida para Di María, pela direita, tocar de canhota, cruzado, para vencer o goleiro Benaglio. Festa em Itaquera!
Mas a Suíça teve duas grandes chances no final: uma após levantamento na área, Dzemaili cabeceou na trave e, no rebote, sem jeito, mandou para fora. 
E a outra aos 18 minutos, em cobrança de falta de Shaqiri, na frente da área. O atacante cobrou a bola explodiu na barreira. Após a cobrança o árbitro apitou o final. Argentina classificada.
FICHA TÉCNICA:
ARGENTINA 1 X 0 SUÍÇA

Local: Arena Corinthians, em São Paulo (SP)
Data: terça-feira, 1º de julho
Horário: 13h (de Brasília)
Público: 63.255 pessoas
Árbitro: Jonas Eriksson (SUE)
Assistentes: Mathias Klasenius e Daniel Warnmark (ambos SUE)
Cartões amarelos: Rojo, Garay, Di María (Argentina); Xhaka, Gelson Fernandes (Suíça)
Gol: Argentina - Di María, aos 13 minutos do segundo tempo da prorrogação

ARGENTINA: Romero; Zabaleta, Federico Fernández, Garay e Rojo (Basanta); Mascherano, Gago (Biglia) e Di María; Messi, Higuaín e Lavezzi (Palacio). 
Técnico: Alejandro Sabella.

SUÍÇA: Benaglio; Lichtsteiner, Djourou, Schar e Rodríguez; Behrami, Inler, Xhaka (Gelson Fernandes), Mehmedi (Dzemaili) e Shaqiri; Drmic (Seferovic). 
Técnico: Ottmar Hitzfeld.

Comentários