MARANHENSE 2015: O Imperatriz domina a Seleção do estadual 2015 e leva todos os prêmios individuais.

RUBENS FOI GRANDE VENCEDOR DA NOITE, O MEIA LEVOU TRÊS PRÊMIOS
SÃO LUÍS – A Associação dos Cronistas e Locutores Esportivos do Maranhão - ACLEM, divulgou na noite desta segunda-feira (11/5), a Seleção do Campeonato Maranhense 2015, que foi escolhida por meio de votos de 65 cronistas. A seleção do estadual contou com atletas dos quatro times semifinalistas: Moto Club, São José de Ribamar, Imperatriz e Sampaio Corrêa.

O Cavola de Aço teve quatro jogadores entre os melhores do Maranhense 2015: o lateral Clayton Carioca, o volante Valderram, o meia Rubens e o atcante Júnior Chicão. O Moto Club, também teve quatro jogadores na lista: o goleiro Raniere, o zagueiro Rodolfo, o volante Felipe Dias e o meia Kléo. O vice-campeão Sampaio Corrêa teve apenas dois nomes entre os melhores: o zagueiro Luiz Otávio e o atacante Robert. Já o São José, foi representado pelo lateral Chico Bala.

Os prêmios individuais ficaram todos com o Imperatriz. O goleador do estadual, Rubens foi eleito o melhor jogador da competição, enquanto o goleiro Jean levou o prêmio de jogador revelação. Vinícius Saldanha foi escolhido o melhor técnico. O prêmio de melhor árbitro ficou com Ranilton Oliveira de Sousa, enquanto os de assistentes, foram para Cícero Romão Batista Silva e Carlos André Pereira.

Confira a Seleção do Campeonato Maranhense 2015:

Goleiro: Raniere (Moto Club)

Lateral direito: Clayton Carioca (Imperatriz)

Zagueiros: Luiz Otávio (Sampaio Corrêa) e Rodolfo (Moto Club)

Lateral esquerdo: Chico Bala (São José de Ribamar)

Volantes: Felipe Dias (Moto Club) e Diego Valderrama (Imperatriz)

Meias: Kléo (Moto Club) e Rubens (Imperatriz)

Atacantes: Júnior Chicão (Imperatriz) e Robert (Sampaio Corrêa)

Melhor jogador: Rubens (Imperatriz)

Artilheiro: Rubens (Imperatriz), com oito gols

Melhor técnico: Vinícius Saldanha (Imperatriz)

Atleta revelação: Jean (Imperatriz) 

Árbitro: Ranilton Oliveira de Sousa

Assistentes: Cícero Romão Batista Silva e Carlos André Pereira

Comentários