BRASILEIRO SÉRIE B 2015: Com gol no final, Sampaio Corrêa supera o Luverdense.

A PARTIDA FOI CHEIA DE EMOÇÃO E GOLS BONITOS
SÃO LUÍS - O Sampaio Corrêa segue perseguido a parte de cima da tabela de classificação da Série B do Campeonato Brasileiro. Nesta terça-feira (7/7), a equipe maranhense venceu o Luverdense por 3 a 1 no Castelão, em duelo válido pela 11ª rodada. Os dois últimos gols dos mandantes (de Nádson e Pimentinha) saíram a partir dos 45 minutos do segundo tempo. Douglas havia aberto o placar para os mandantes, e Diego Rosa empatara.

Com o resultado, a equipe maranhense, que não vencia havia três jogos, segue na oitava posição na classificação da segunda divisão, com 18 pontos somados.
Já o time de Lucas do Rio Verde é o 16º colocado, com apenas 11. Vale destacar que o Boa Esporte, primeiro clube na zona de rebaixamento, tem a mesma pontuação.

O jogo
Com o mando de campo e a torcida a seu favor - embora o público no Castelão não fosse dos maiores -, o Sampaio Corrêa se impôs desde o início da partida. Logo aos seis minutos, Willian Simões cobrou falta com categoria e exigiu uma boa defesa do goleiro Edson.

Além desse, o único lance de perigo a ocorrer ainda no primeiro tempo acabou resultando em gol do Sampaio Corrêa. Aos 25 minutos, Nadson arriscou um chute de longe e obrigou Edson a defender. A bola cuidadosamente sobrou para o atacante Douglas Oliveira, que não se intimidou pela falta de ângulo e encobriu o goleiro, abrindo o placar.

Aos 34, Valber recebeu dentro da área e chutou com firmeza, mas o goleiro dos mandantes salvou. Em seguida, Nadson tentou repetir o lance do gol colocando de cobertura, mas dessa vez Edson se recuperou a tempo de mandar para escanteio com a ponta dos dedos.

O segundo tempo mal havia sido iniciado, e o goleiro do Luverdense já salvava sua equipe mais uma vez. Logo no primeiro minuto de bola rolando, Pimentinha recebeu levantamento na pequena área e finalizou, obrigando Edson a se esticar para espalmar.

Se a situação dos visitantes já não estava fácil antes, ficou ainda mais complicada aos 11 minutos. O volante Muralha fez falta sobre Daniel, recebeu o segundo cartão amarelo e foi expulso de campo. Com esse fator para dificultar, o Luverdense só conseguiu chegar ao ataque pela primeira vez aos 21 da etapa final, quando Osman chutou de fora da área e viu o goleiro Rodrigo Viana defender.

Embora não tenha modificado o placar, o lance deu força ao time de Lucas do Rio Verde. Com raça e categoria, o meio-campista Diego Rosa deixou cinco marcadores adversários para trás e chutou na saída do goleiro.

Mas a vitória estava mesmo destinada ao time da casa. Aos 45 minutos, Nadson aproveitou os quatro minutos de acréscimo concedidos pela arbitragem para recolocar os anfitriões em vantagem. Após bate e rebate na área, a bola sobrou para o meio-campista, que concluiu forte e fechou a conta em 2 a 1.

Três minutos depois, o atacante Pimentinha ainda fez fila driblando três marcadores e chutou cruzado, sem dar qualquer chance de defesa para Edson. Dessa forma, foi consumada a vitória do Sampaio Corrêa em casa, no Castelão.

FICHA TÉCNICA
SAMPAIO CORRÊA 3 X 1 LUVERDENSE
Local: Estádio Castelão, em São Luís (MA)
Data: 7 de julho de 2015, terça-feira
Horário: 19h30 (de Brasília)
Árbitro: Emanuel Diniz de Araujo (PB)
Assistentes: Tomaz Diniz de Araujo (PB) e Marcio Freire Lopes (PB)
Cartões amarelos: Nadson e Pimentinha (Sampaio Corrêa); Montoya (Luverdense)
Cartão vermelho: Muralha (Luverdense)
GOLS: 
SAMPAIO CORRÊA: Douglas Oliveira, aos 25 minutos do primeiro tempo, Nadson, aos 46 do segundo tempo, e Pimentinha, aos 48

LUVERDENSE: Diego Rosa, aos 24 minutos do segundo tempo
SAMPAIO CORRÊA: Rodrigo; Daniel, Luiz Otávio, Edimar (Plínio) e Willian Simões; Moisés (Vanger), Diones, Nadson, Valber e Pimentinha; Douglas
Técnico: Léo Condé

LUVERDENSE: Edson; Diogo Silva (Alípio), Motoya, Everton e Paulinho; Julio Terceiro, Michel, Muralha, Osman e Diego Rosa (Lázaro); Bruninho (Ricardo)
Técnico: Júnior Rocha


Comentários