COPA LIBERTADORES 2015: River Plate bate o Tigres, no Monumental e conquista o tri da Libertadores.

O RIVER CONQUISTOU O TRI DA COMPETIÇÃO SUL-AMERICANA
BUENOS AIRES – Após 19 anos, o River Plate volta ao topo do Futebol Sul-Americano. Diante de mais de 60 mil expectadores, que lotaram o Monumental de Nuñes, na noite desta quarta-feira (5/8), a equipe argentina venceu o Tigres, do México por 3 a 0, e conquistou o tricampeonato da Copa Libertadores. Os argentinos também foram campeões do torneio em 1986 e 1996. Na partida de ida realizada no México, tudo igual sem gols.

Os gols que deram o tri ao River foram marcados por Lucas Alario, na primeira etapa, pelo meia Carlos Sanches, em cobrança de pênalti e pelo zagueiro Funes Mori, na etapa final.

Com o tricampeonato das Américas, o River ratificou sua classificação direta para o Mundial, já que, de acordo com as regras da competição, o Tigres não poderia se disputar o mundial mesmo se derrotasse a equipe do técnico Marcelo Gallardo .

O JOGO
No primeiro tempo, a partida foi pegada, não faltou disputa, entradas duras, faltas e cartões amarelos. O que faltou foi futebol de ambas as equipes. Foram 11 faltas de cada lado e cinco amarelos, quatro deles para o Tigres. Chutes a gol foram apenas sete no total, somente dois corretos.
Em um decisão que prevaleceu a força, saiu premiado o time que se arriscou um pouco mais. Após uma ótima jogada individual de Vangioni, que se livrou da marcação e arrancou pelo meio antes de lançar, Lucas Alario mergulhou, antecipando-se à marcação para cabecear: 1 a 0.
Quem esperava ver o Tigres voltar lutando na etapa final se decepcionou. Abatido e sem ver o brilho de suas estrelas Gignac e Sóbis, os mexicanos foram presa fácil para um River Plate que demonstrou muito mais garra. Isto se refletiu no placar.
Aos 30 minutos, Carlos Sanchéz sofreu pênalti e ele mesmo foi para a cobrança para fazer 2 a 0. Sentindo o baque, o Tigres sequer teve tempo de reagir. Apenas três minutos depois, Funes Mori subiu mais do que todo mundo para fechar o caixão com uma cabeçada certeira: 3 a 0.

Comentários