FUTEBOL INTERNACIONAL: Wolfsburg bate o Real e abre vantagem para a volta das quartas da Champions.

 OS JOGADORES WOLFSBURG COMEMORAM O TRIUNFO SOBRE O REAL
WOLFSBURG - O Wolfsburg parou o poderoso Real Madrid e complicou a vida do adversário. Nesta quarta-feira (06 de abril), o time alemão recebeu os merengues em seu estádio, pelo jogo de ida das quartas de final da Uefa Champions League, e venceu por 2 a 0, com gols de Ricardo Rodríguez e Arnold no primeiro tempo.
O resultado obriga os merengues a vencerem os alemães na partida da volta, na próxima terça-feira, no Santiago Bernabéu, por três gols de diferença para garantirem vaga direta às semifinais da competição continental, sem depender de prorrogação ou pênaltis.
Mesmo dominando as ações durante boa parte da partida, controlando a posse de bola e finalizando mais vezes, o Real Madrid foi surpreendido pelo Wolfsburg, que se defendeu com qualidade e aproveitou as oportunidades para marcar seus gols.
O jogo – A partida já começou com um lance polêmico. Logo com um minuto de bola rolando, o Real Madrid teve um gol anulado. Cristiano Ronaldo foi lançado na área, ficou cara a cara com Benaglio e só tirou do goleiro. O assistente, porém, levantou a bandeira e sinalizou o impedimento do craque português.
Mesmo jogando em casa, o Wolfsburg entrou com uma postura defensiva, esperando para sair nos contra-ataques. O Real Madrid tomava conta das ações e dominava completamente a posse de bola, mas esbarrava no ferrolho alemão. Aos 13 minutos, porém, Casemiro tocou em profundidade para Benzema, que passou por Dante e ficou de frente para Benaglio. O atacante francês buscou o canto, mas o goleiro fechou o ângulo e defendeu com os pés.
Apesar de estar postado na defesa, o Wolfsburg não abria mão de atacar e em um desses ataques abriu o placar. Na marca de 15 minutos, Schürrle apareceu para finalizar na área, dividiu com Casemiro e foi ao chão. O árbitro marcou pênalti. Ricardo Rodríguez cobrou com categoria, deslocando Navas, e colocou os donos da casa na frente.
O gol mexeu com as duas equipes. O Real Madrid sentiu o baque e o Wolfsburg se animou. Aos 24, os alemães chegaram ao segundo gol, aproveitando a instabilidade defensiva dos espanhóis. Bruno Henrique, ex-Goiás, foi acionado pela direita e cruzou rasteiro para a área. Arnold antecipou Sérgio Ramos e desviou para o fundo das redes, sem chances para Navas.
O segundo gol mexeu ainda mais com o Real Madrid, que se mostrou assustado em campo. Mesmo assim, os merengues foram para o ataque na tentativa de diminuir o prejuízo. Aos 31 minutos, Bale cruzou para a área, Benzema antecipou Rodríguez no alto, mas mandou para fora. O Wolfsburg respondeu na sequência. Aos 34, Draxler recebeu de Bruno Henrique e finalizou com perigo.
Os espanhóis ensaiaram uma pressão no final do primeiro tempo. Kroos arriscou de fora da área, na marca de 36 minutos, mas Benaglio se esticou todo para fazer a defesa. Aos 43, Cristiano Ronaldo tocou na entrada da área para Jesé, que foi derrubado por Naldo. Bale bateu por cima da barreira, porém mandou por cima do gol.
O Real Madrid voltou para a etapa final da mesma maneira como começou a partida. Logo com um minuto, Marcelo conseguiu finalizar duas vezes, mas parou na zaga alemã. Cristiano Ronaldo também chutou para o gol em duas oportunidades, errando ambas. Na primeira, o português completou para fora cruzamento de Bale. Na segunda, escorregou no momento da finalização e bateu sem direção.
O Wolfsburg dava campo ao Real Madrid e se fechava na defesa a fim de não tomar gols e sustentar a vantagem obtida no primeiro tempo. Os merengues, então, iam para cima. Aos 12 minutos, Bale cruzou para a área e Cristiano Ronaldo apareceu na segunda trave para desviar de cabeça. A cabeçada, no entanto, saiu por cima.
Aos 23, os alemães recuperaram a bola e saíram em contragolpe rápido. Dentro da área, Schürrle recebeu passe da esquerda e, cara a cara com Navas, chutou por cima do gol. Os espanhóis responderam quatro minutos depois. Cristiano Ronaldo ficou frente a frente com Benaglio, após receber passe de Isco, mas parou no goleiro suíço do time alemão.
O Real Madrid seguiu no ataque, buscando ao menos um gol para diminuir o prejuízo. Marcando atrás da linha do meio de campo, o Wolfsburg não dava espaços para os merengues tocarem a bola. Dante e Naldo, que formaram a zaga brasileira da equipe alemã, anularam os atacantes madrilenhos e garantiram a vitória do Wolfsburg sem sofrer gols.

Comentários