COPA AMERICA CENTENÁRIO: Messi sai do banco, faz três e Argentina goleia o Panamá.

MESSI SAIU DO BANCO E MARCOU TRÊS VEZES NA FRACA EQUIPE PANAMENHA
CHICAGO (EUA) - A Argentina já está classificada para as quartas de final da Copa América. Na noite desta sexta-feira (10/6), a equipe dirigida por Gerardo Martino não precisou se esforçar muito para derrotar o Panamá por 5 a 0 em Chicago, Estados Unidos e assumiu liderança do grupo D do torneio.

Dos cinco gols argentinos, três foram marcados pelo craque do Barça, Lionel Messi, que entrou no segundo tempo da partida: o primeiro saiu após sobra de bola chutada no rosto de Higuaín, o segundo em cobrança de falta e o último com uma bela jogada dentro da área. O zagueiro Otamendi, de cabeça na etapa inicial, e o atacante Aguero, no fim da etapa final marcaram os outros gols da Argentina

Com a goleada, a Argentina alcançou os 6 pontos ganhos em sua chave, contra 3 de Chile e Panamá e nenhum da Bolívia. Os hermanos encerram sua participação na primeira fase, nesta terça-feira (14/6), diante dos bolivianos que já estão eliminados. No mesmo dia, chilenos e panamenhos brigam pela segunda vaga na do grupo.

O jogo

A Argentina tratou de justificar o seu favoritismo contra os panamenhos logo no princípio da partida. Aos seis minutos, Di María levantou a bola na área em cobrança de falta, e Otamendi cabeceou com firmeza para abrir o placar.
O gol deu a entender que o time de Tata Martino construiria um placar elástico com facilidade. O Panamá, no entanto, não se entregou e chegou a incomodar o goleiro Romero. Apesar de ter perdido Pimentel, que se lesionou e acabou substituído por Camargo aos 19 minutos.

O próximo desfalque panamenho seria mais sentido. Não muito tempo mais tarde, Godoy deixou o braço em Gaitán em uma disputa de bola, levou o segundo cartão amarelo e acabou expulso.

A Argentina também sofreria uma baixa na etapa inicial. Já aos 42 minutos, Di María acusou uma contusão e precisou deixar o gramado mais cedo, cedendo espaço para Lamela.

No segundo tempo, disposta a ver mais do que aquilo apresentado pela Argentina até então, a torcida passou a gritar o nome de Messi. O astro do Barcelona deixou o banco de reservas aos 15 minutos, depois de Higuaín desperdiçar boa chance diante do goleiro Penedo (foi travado na hora do chute), e ocupou a vaga de Augusto Fernández.

Messi compartilhou do ritmo lento dos seus companheiros quando foi a campo. Ainda assim, conseguiu ampliar o marcador. Aos 23, ele ganhou de presente a bola, que havia batido no rosto de Higuaín em chute de Miller, e não perdoou dentro da área. Gol da Argentina.

Ainda mais tranquila, a Argentina passou a trocar passes, com menos pressa ainda. E expôs-se ao contra-ataques rápidos do Panamá, que não tinha qualidade suficiente para tirar proveito da situação.

Sem se desgastar, a Argentina ainda transformou a vitória em goleada em Chicago. Aos 32 minutos, Messi fez a alegria dos seus tietes nos Estados Unidos ao cobrar uma falta com categoria, no ângulo.

Houve tempo para mais um gol do melhor jogador do mundo. Aos 41, Messi recebeu a bola depois de uma saída errada do Panamá, limpou bem Baloy dentro da área e finalizou no canto.

Entusiasmado com os seus gols, Messi fez um lançamento para Rojo do meio-campo, já aos 44, e a bola foi ajeitada de cabeça para Aguero. O atacante que havia substituído Higuaín estava livre na pequena área para fechar a contagem.

FICHA TÉCNICA
ARGENTINA 5 X 0 PANAMÁ
Local: Estádio Soldier, em Chicago (Estados Unidos)
Data: 10 de junho de 2016, sábado
Horário: 22h30 (de Brasília)
Árbitro: Joel Aguilar (El Salvador)
Assistentes: Juan Zumba e William Torres (ambos de El Salvador)
Cartões amarelos: Augusto Fernández, Mascherano e Gaitán (Argentina); Blas Pérez, Baloy, Godoy, Cooper e Henríquez (Panamá)
Cartão vermelho: Godoy (Panamá)
Gols: ARGENTINA: Otamendi, aos 6 minutos do primeiro tempo; Messi, aos 23, aos 32 e aos 41, e Aguero, aos 44 minutos do segundo tempo

ARGENTINA: Romero; Mercado, Otamendi, Funes Mori e Marcos Rojo; Augusto Fernández (Messi), Mascherano e Banega; Gaitán, Higuaín (Aguero) e Di María (Lamela)
Técnico: Gerardo Martino

PANAMÁ: Penedo; Machado, Baloy, Miller e Henríquez; Godoy, Gómez, Quintero, Cooper (Arroyo) e Pimentel (Camargo); Blas Pérez (Tejada)
Técnico: Hernán Gomez

Comentários