EUROCOPA 2016: França sofre, mas vence a Romênia na abertura da Eurocopa em casa.

PAYET COROOU A ATUAÇÃO COM UM GOLAÇO
PARIS (FRANÇA) - A França sofreu, mas venceu em sua estreia na Eurocopa, nesta sexta-feira (10/6). Jogando em casa, a equipe conseguiu superar a Romênia, com gol aos 43 do segundo tempo, por 2 a 1. Os comandados de Didier Deschamps abriram o placar com Giroud, mas Stancu, cobrando pênalti, deixou tudo igual. No fim da partida, Payet acertou belo chute e garantiu o triunfo do país-sede, na abertura do torneio continental.
Na segunda rodada, os franceses encaram a Albânia, na quarta-feira, às 16 horas (de Brasília). No mesmo dia, a Romênia terá pela frente a seleção da Suíça, em partida que ocorre às 13 horas (de Brasília).
O jogo – Apesar do favoritismo dos anfitriões, foi a Romênia que quase abriu o placar, logo aos 3. Em cobrança de escanteio, Stancu apareceu livre e finalizou, exigindo grande defesa do goleiro Lloris, que salvou os franceses.
A resposta do time da casa também veio em cruzamento para a área, aos 9. Giroud subiu mais e cabeceou, com a bola passando perto da trave direita do goleiro Tatarusanu. Aos 13, Griezmann, também de cabeça, acertou a trave, levantando a torcida.
Mesmo com os sustos sofridos, o time romeno não abriu mão de tentar trocar passes no campo de ataque. Com 23 minutos, a posse de bola era de 51% para os franceses, contra 49% dos azarões. O time da casa, quando tinha a bola, buscava agredir a defesa rival com velocidade, principalmente com Griezmann.
Depois de um período sem muitas finalizações, Pogba tentou de fora da área, aos 26, mas o chute subiu demais, passando por cima do gol. Aos 35, Griezmann, mais uma vez, levou perigo ao gol rival, com chute rasteiro que raspou a trave esquerda.
Antes do fim do primeiro tempo, aos 44, Giroud quase abriu o placar, em cabeçada que passou por cima da meta de Tatarusanu. Sem conseguir balançar as redes, os mandantes foram para os vestiários com o 0 a 0 no placar do Stade de France.
O segundo tempo começou como o primeiro. Logo aos 2, a Romênia teve boa chance, mas Stancu finalizou mal, perdendo a oportunidade. Aos 6, veio a resposta. Payet encontrou Giroud na área, e o atacante do Arsenal chutou em cima do goleiro.
Aos 11, Payet fez mais uma grande jogada, e cruzou na medida para Pogba, que bateu de primeira. Tatarusanu fez grande defesa, salvando os romenos.
No minuto seguinte, porém, o gol francês saiu. Payet cruzou, Giroud ganhou do arqueiro rival no alto, e a bola foi para os fundos da rede: 1 a 0 para os anfitriões.
Os visitantes não se abateram e, aos 18, Stanciu sofreu pênalti de Evra. Na cobrança, Stancu bateu firme, sem dar chances para Lloris, empatando o confronto, e calando a torcida em Saint-Denis.
Depois do empate, a equipe de Didier Deschamps não conseguiu pressionar os rivais nos primeiros minutos, mas aos poucos recuperou a força, e partiu em busca da vitória. Porém, os comandados de Anghel Iordanescu se fecharam bem, tentando manter o importante empate.
Aos 31, o técnico francês abriu o time, tirando Pogba e colocando mais um atacante: Anthony Martial, do Manchester United. Quatro minutos depois de entrar, o jovem exigiu defesa do goleiro rival, em chute rasteiro.
Nos minutos finais, a França pressionou e conseguiu chegar ao gol. Um dos principais destaques da partida, Payet bateu firme e acertou o ângulo, marcando o segundo tento francês, aos 43 minutos.
A Romênia ainda tentou buscar o empate, mas não superou a defesa dos anfitriões. Assim, o juiz apitou o fim da partida e os torcedores respiraram aliviados, com o placar de 2 a 1.
FICHA TÉCNICA
FRANÇA 2 x 1 ROMÊNIA
Local: Estádio Stade de France, em Saint-Denis (França)
Data: 10 de junho de 2016, sexta-feira
Horário: 16 horas (de Brasília)
Árbitro: Viktor Kassai (Hungria)
Assistentes: Gyorgi Ring (Hungria) e Vencel Tóth (Hungria)
Cartões amarelos: Giroud (França), Chiriches, Rat, Popa (Romênia) 
Gols: FRANÇA: Giroud, aos 12, e Payet, aos 43, minutos do segundo tempo;
ROMÊNIA: Stancu, aos 19 do segundo tempo;

FRANÇA: Lloris; Sagna, Rami, Koscielny e Evra; Kanté, Pogba (Martial) e Matuidi; Payet (Sissoko), Griezmann (Coman) e Giroud.
Técnico: Didier Deschamps

ROMÊNIA: Tatarusanu; Sapunaru, Chiriches, Grigore e Rat; Hoban, Pintilii e Stanciu (Chipciu); Popa (Torje), Stancu e Andone (Alibec).
Técnico: Anghel Iordanescu

Comentários