FUTEBOL BRASILEIRO: Marcelinho Paraíba enfrenta o filho no futebol paraibano

MARCELINHO AO LADO DE SEU FILHO RODRIGO
CAMPINA GRANDE - Aos 41 anos, o atacante Marcelinho Paraíba, que atualmente defende o Treze (PB) realizou um sonho que todos os jogadores um dia queriam realizar, jogar com seu filho, mesmo que seja contra. No último mês de dezembro, o experiente jogador que já viveu muitas emoções jogando por grandes clubes do futebol brasileiro e internacional sentiu uma emoção diferente de todas já vividas.
A partida era amistosa e serviu de preparação para o Campeonato Paraibano 2017. De um lado Marcelinho com a camisa do Treze (PB), de outro seu filho Rodrigo, de 19 anos, com as cores do Serrano (PB). A partida aconteceu no Estádio Amigão em Campina Grande e terminou com a vitória do Treze por 1 a 0.
Após o confronto, Marcelinho admitiu que o coração ficou dividido durante a partida.
- Foi emocionante, mesmo sendo apenas um amistoso. E eu não vou mentir que estava torcendo por ele. Para que ele não errasse. Mas ele entrou muito bem. Eu desejo muita sorte a ele - declarou Marcelinho Paraíba.
Emoção também do lado do filho. Rodrigo até lamentou não ter jogado no mesmo time do pai, mas revelou ter realizado um sonho de infância no Estádio Amigão.
- Era uma coisa que eu planejava há muito tempo e graças a Deus pude realizar hoje. Um sonho. Pena que não foi no mesmo time, porque jogando contra o sentimento é diferente - disse Rodrigo, terceira geração de jogadores da família, já que Pedro Cangula, pai de Marcelinho, foi um famoso jogador paraibano na década de 1970.
Em 2017, pai e filho terão novas oportunidades de se enfrentarem. A primeira delas será no dia 1º de fevereiro, quando Treze e Serrano se encontram pela 7ª rodada da primeira fase do Campeonato Paraibano.

Comentários