FUTEBOL BRASILEIRO: Sampaio Corrêa e Fortaleza empatam e os cearenses avançam à final da Série C

REGISTRO DO DUELO ENTRE AS DUAS EQUIPES NO CASTELÃO EM SÃO LUÍS
SÃO LUÍS - A grande campanha do Sampaio Corrêa no Campeonato Brasileiro Série C chegou ao fim na tarde deste sábado (7). Já garantido na Série B de 2018, depois de eliminar o Volta Redonda nas quartas de final, o Tubarão lutava pelo quarto título nacional de sua história, mas teve que adiar o sonho: jogando ao lado de sua torcida, no Estádio Castelão, o Sampaio não passou do empate por 2 a 2 com o Fortaleza e foi eliminado nas semifinais da Terceirona, já que o Leão do Pici venceu o primeiro duelo por 1 a 0.
Precisando de uma vitória por dois ou mais gols de diferença, o Sampaio Corrêa não fez um boa atuação no primeiro tempo, e o Fortaleza aproveitou para ampliar a vantagem: aos 26 minutos, o lateral Bruno Melo aproveitou confusão na grande área e desviou para as redes. Na segunda etapa, o Sampaio voltou com uma postura diferente e conseguiu a virada, com gols de Marlon, aos 24 minutos, e Isac, aos 38. Precisando de mais um gol para avançar, o Tubarão pressionou, mas o Fortaleza se segurou e ainda conseguiu o empate nos acréscimos, em cobrança de pênalti de Bruno Melo.
Com a eliminação na Série C, o Sampaio Corrêa não tem mais compromissos nesta temporada. Em 2018, o Tubarão disputará a Série B, o Campeonato Maranhense e as Copas do Brasil e do Nordeste. O Fortaleza, por sua vez, fará a decisão da Terceirona contra o CSA, que eliminou o São Bento em decisão de pênaltis na noite deste sábado.
O jogo
Mesmo jogando diante de seu torcedor e contando com um novo ataque, formado por Reginaldo Junior e Uilliam, o Sampaio Corrêa não conseguiu pressionar o Fortaleza nos primeiros minutos. O Bolivão teve mais posse de bola, mas encontrou dificuldades para passar pela marcação do Leão do Pici, que apostava as suas fichas nos contragolpes. A primeira chance de gol do Sampaio foi tímida: aos oito minutos, Pedro fez o cruzamento para a grande área, e Ligger impediu a finalização de Reginaldo Junior.
Pouco criativo no ataque, o Sampaio Corrêa não conseguia incomodar o Fortaleza. Diego Silva, aos 23 minutos, tentou surpreender Marcelo Boeck em uma finalização de longa distância, mas chutou fraco, para fora. Tranquilo em campo, o Fortaleza aumentou o drama da Bolívia Querida aos 26: após cobrança de falta de Leandro Lima, Ligger dividiu com Alex Alves, e a bola sobrou para Bruno Melo, que abriu o placar no Castelão. No minuto seguinte, Jô quase ampliou a vantagem do Leão, em cabeçada que foi para fora.
Satisfeito com a vantagem, o Fortaleza permaneceu no campo de defesa, esperando um erro do Sampaio Corrêa para armar um contragolpe. O Tubarão, por sua vez, só conseguiu chegar com perigo aos 38 minutos: livre no meio-campo, Uilliam arriscou um chute forte, que foi espalmado por Marcelo Boeck. Depois disso, o Sampaio permaneceu no ataque, mas o Fortaleza manteve a vantagem para o intervalo.
Sampaio consegue a virada, mas Fortaleza fica com a vaga
Insatisfeito com a atuação do Sampaio Corrêa na primeira etapa e precisando de três gols para avançar à final, o técnico Francisco Diá colocou o centroavante Isac no intervalo. Logo aos quatro minutos, o artilheiro do Tubarão recebeu cruzamento e cabeceou firme, para fora. Mesmo pressionado, o Fortaleza continuava assustando: aos 12, Hiago fez boa jogada individual, chutou, e Odair salvou o Sampaio.
Empurrado pela torcida, o Sampaio Corrêa encurralou o Fortaleza no campo de defesa e conseguiu o empate aos 22 minutos, em cobrança de pênalti de Marlon, após Ligger desviar com a mão, dentro da grande área, um cruzamento de Wellington Rato.
Sentindo que a classificação ainda era possível, o time do Sampaio Corrêa manteve o ritmo no ataque e foi premiado pela insistência. Aos 38 minutos, Wellington Rato cobrou escanteio, Maracás cabeceou no travessão, e Isac desviou a sobra para o gol. Precisando de apenas um gol, o Tubarão foi todo para cima do Fortaleza, mas o Leão se segurou e garantiu a classificação aos 48 minutos: após Jô ser derrubado por Odair na grande área, Bruno Melo cobrou pênalti com categoria e decretou o empate no Castelão.
FICHA TÉCNICA
SAMPAIO CORRÊA: Alex Alves; Pedro, Odair, Maracás e Esquerdinha; Diego Silva, Diego Valderrama, Marlon e Hiltinho (Isac); Reginaldo Junior (Wellington Rato) e Uilliam (Felipe Marques). T: Francisco Diá
FORTALEZA: Marcelo Boeck; Felipe, Edimar, Ligger e Bruno Melo; Anderson Uchôa, Pablo, Leandro Lima (Adenilson) e Éverton (Jô); Hiago e Leandro Cearense (Lúcio Flávio). T: Antônio Carlos Zago

Comentários