FUTEBOL INTERNACIONAL: “Arturo Vidal é caso clínico; bebe e não se controla”: disse Sampaoli.

SAMPAOLI, MEDEL E ARTURO VIDAL NOS TEMPOS QUE O TÉCNICO COMANDAVA O CHILE
CHILE - Em 2015, Jorge Sampaoli falou aos jornalistas chilenos que não acreditava na classificação do Chile à Copa do Mundo da Rússia. A declaração do técnico que atualmente comanda a Argentina e a classificou à Copa da Rússia, foi revelada só agora, depois do fracasso da seleção chilena nas eliminatórias.
Em conversa revelada pelo jornal "Las últimas notícias", Sampaoli, disse que o atacante Vargas, piorava seu rendimento a cada cada convocação; Matías Fernandez já não tinha condições de jogar na seleção e Pinilla, sempre que era convocado só pensava em festa. Mas, o caso mais preocupante na opinião de Sampaoli, é o do meia Arturo Vidal. Segundo o técnico, caso de clínico. Bebe e não se controla.
- Uma vez, no avião, perguntou-me se podia abrir uma cerveja. Disse-lhe que não porque dirigentes e outras pessoas viajavam connosco. Não valeu a pena porque ele e outros tinham conseguido uma garrafa de whisky - disse Sampaoli, ao jornal.
Ainda segundo Sampaoli, o zagueiro Gary Medel gostava de se divertir, mas não bebia. Alex Sanches quando ia tomara café da manhã colocava os fones de ouvidos e não falava com ninguém.
- Gary Medel gosta de divertir-se, mas já não bebe e Alexis Sanchéz coloca os auriculares nos ouvidos e senta-se a tomar o café da manhã sem falar com ninguém - explicou.
Ainda segundo Sampaoli, o capitão Claudio Bravo tentava controlar os jogadores, mas eram outros, o "bando Pitillo", que liderava a equipe. Segundo a imprensa local, esse grupo era formado por Vidal, Pinilla, Gonzalo Jara, Jean Beausejour e Jorge Valdivia.
Nessa conversa, Sampaoli, que em 2015 levou o Chile à conquista da Copa América, disse ainda que sem mudanças profundas seria difícil o campeão sul-americano chegar ao Mundial-2018.
Sampaoli deixou a seleção chilena em janeiro de 2016 e foi sucedido por Juan Antonio Pizzi, que foi demitido depois após não conseguir classificar a equipe à Copa.

Comentários