COPA DA RÚSSIA: Mina marca, Colômbia goleia a Polônia e segue viva no Grupo H

YERRI MINA SUBIU MAIS QUE TODOS E ABRIU O PLACAR PARA COLÔMBIA
KAZAN (RÚSSIA) - Após estreia com derrota por 2 a 1 para o Japão na Copa do Mundo, a Colômbia voltou a campo neste domingo (24/6) e se redimiu do resultado com goleada por 3 a 0 sobre a Polônia. Além de se manterem vivos na briga por uma vaga nas oitavas de final, no Grupo H, os colombianos ainda eliminaram os poloneses, que sem pontos somados, não têm mais chances de alcançarem Japão e Senegal.
A Colômbia só foi abrir o placar aos 40 minutos do primeiro tempo. Após boa triangulação pela direita entre Cuadrado e Quintero, pela direita, James Rodríguez recebeu com liberdade e cruzou na medida na área para o ex-Palmeiras Yerry Mina, que subiu mais alto que o goleiro polonês Szczesny, e cabeceou certeiro para o gol.
Aos 24 minutos da etapa final, os colombianos voltaram a marcar com Falcao García. O atacante recebeu passe preciso de Quintero, invadiu a grande área e só teve o trabalho de empurrar para as redes e marcar o seu primeiro gol em Copas do Mundo, uma vez que ficou de fora do Mundial de 2014 por lesão.
Cinco minutos mais tarde, aos 29, foi a vez de Cuadrado marcar. Desta vez a assistência foi dada pelo camisa 10 James Rodríguez, um dos melhores da partida, que deixou o atacante cara a cara com Szczesny e não perdoou o companheiro da Juventus.
Com o resultado, os colombianos somaram os seus três primeiros pontos e ocupam a terceira posição do Grupo H. Na última rodada, na próxima quinta-feira (28), precisam vencer Senegal para se classificarem sem depender de nenhum outro resultado. Já a Polônia, foi eliminada da Copa do Mundo e encara o Japão, líder da chave, no mesmo dia. Apesar de estarem na ponta, os japoneses ainda podem ficar de fora da disputa em caso de triunfo da Colômbia e derrota ou empate para os poloneses.
Ainda existe a possibilidade de a Colômbia se classificar mesmo com um empate contra Senegal, uma vez que tem melhor saldo de gols que os senegaleses e o Japão. A equipe do técnico José Pékerman, porém, teria que torcer por vitória da Polônia sobre os japoneses. 

Comentários