COPA DA RÚSSIA: No contra-ataque, Nigéria vence Islândia e segue viva na Copa

MUSA FOI O NOME DA PARTIDA, MARCOU OS DOIS GOLS NIGERIANOS
VOLGOGRADO (RÚSSIA) - Acostumada a conquistar resultados heroicos contra seleções mais fortes, a Islândia enfrentou a Nigéria com postura ofensiva e acabou derrotada em Volgogrado. Rápidos nos contra-ataques, os nigerianos foram pressionados no primeiro tempo, mas abriram o caminho da vitória na etapa final, com dois gols de Musa. O placar final ficou em 2 a 0 para a Nigéria.
Foi a vitória de um futebol oportunista e contundente. Embora tivesse mais posse de bola durante a maior parte do jogo, a Islândia criava poucas chances claras de gol. Do outro lado, os nigerianos tiveram paciência para esperar o momento de atacar.
A vitória dá os primeiros 3 pontos à Nigéria, que fecha a segunda rodada em segundo lugar no grupo D. A Islândia, com um ponto e uma derrota, está em terceiro lugar no grupo, à frente da Argentina no saldo de gols. Na última rodada, a Nigéria enfrenta a Argentina e a Islândia joga contra a já classificada Croácia.
O jogo
A Islândia começou o jogo levando perigo ao goleiro nigeriano. Em uma cobrança de falta, G. Sigurdsson acertou o canto superior direito, mas Uzuho fez a defesa. A Islândia tomou a iniciativa de propor o jogo e atacar mais. As melhores chances de abrir o placar no primeiro tempo foram do time islandês. Aos 44 minutos, Finnbogason quase marcou após desviar uma bola jogada na área.
No segundo tempo, a Islândia tentou manter o ritmo ofensivo, mas levou um duro golpe logo no início. Após uma roubada de bola em contra-ataque rápido, Moses cruzou para Musa dentro da área. Ele dominou com categoria e bateu forte para o gol.
O gol animou a Nigéria. Aos 11 minutos, um chute de longe de Ndidi quase traiu o goleiro islandês, após desvio no meio do caminho. Halldorsson se esticou todo e espalmou a bola por cima do travessão. Aos 26 minutos, após cobrança de escanteio, Balogun cabeceou por cima do gol. Dois minutos depois, Musa botou a bola na trave. O ataque seguinte, porém, foi fatal: Musa entrou na área, driblou o goleiro e, com tranquilidade, ampliou para os africanos.
Aos 35 minutos, com auxílio do VAR, o árbitro de vídeo, o juiz marcou um pênalti em Finnbogasson. Era a oportunidade de diminuir o placar, mas G. Sigurdsson chutou para fora. Foi o terceiro e derradeiro golpe no ímpeto ofensivo dos vikings.
Com a derrota, a Islândia estaciona na tabela com um ponto ganho, assim como a Argentina. A Nigéria é a segunda colocada do grupo, com três pontos.
Argentinos e nigerianos se enfrentam na próxima terça-feira (26) na última rodada, em um jogo que poderá definir o classificado às oitavas de final. Uma vitória simples coloca a Nigéria na próxima fase. Já a Argentina precisará vencer e torcer para que a Islândia não vença seu jogo ou, pelo, menos vença mas fique com um saldo de gols inferior.


Comentários