FUTEBOL BRASILEIRO: Marcos Paquetá não é mais o técnico do Botafogo

A DERROTA PARA O NACIONAL (PAR) PÔS FIM A SEQUÊNCIA DO TÉCNICO NO FOGÃO
RIO DE JANEIRO - O Botafogo de Futebol e Regatas informou, nesta quarta-feira, 1º de agosto, que Marcos Paquetá não é mais técnico do Clube. A demissão do treinador ocorreu após a derrota de 2 a 1 para o Nacional, do Paraguai, pela segunda fase da Sul-Americana.
Contratado há pouco mais de um mês para substituir Alberto Valentim, o treinador não conseguiu resultados e nem convencer a torcida, e saiu com apenas 20% de aproveitamento.
Sequer concedeu entrevista coletiva depois da partida. Ele compareceu à sala de imprensa do estádio, cumprindo exigência da Conmebol para os técnicos, mas pediu desculpas por não poder falar porque estava indo para uma reunião com a direção. O presidente alvinegro, Nelson Mufarrej, o vice de futebol, Gustavo Noronha, e o gerente de futebol, Anderson Barros, que comunicaram o desligamento ao treinador.
Três horas após o término do jogo, Paquetá posicionou-se com uma nota oficial. Confira:
"Em primeiro lugar, quero pedir desculpas ao torcedor botafoguense, pelo planejamento não ter acontecido como gostaríamos. Os resultados positivos acabaram não acontecendo e, infelizmente, alguns fatores, como perda de jogadores importantes, sequência de jogos com pouco tempo para adequar a equipe à minha filosofia de trabalho e, até mesmo o momento financeiro do clube, contribuíram para os resultados ruins", disse, complementando.
Mas agradeço a confiança da diretoria, dos funcionários e do elenco e por terem me acolhido neste retorno ao Brasil. Triste por sair sem as metas alcançadas, mas com a certeza de que, mesmo com as limitações momentâneas do clube, tentei contribuir da melhor forma".


Comentários