COPA DO MUNDO SUB-17: Brasil supera a Itália e avança à semi da Copa do Mundo Sub-17

AGORA A SELEÇÃO ENCARA A FRANÇA NA SEMIFINAL
GOIÂNIA - O Brasil está classificado para a semifinal da Copa do Mundo Sub-17 de futebol. Na noite desta segunda-feira (11/11), no Estádio Olímpico (GO) em Goiânia, a Seleção encarou a Itália e venceu pelo placar de 2 a 0.
O destaque da partida foi Pedro Lucas, que jogou no lugar de Talles Magno, cortado após lesão. E foi justamente em duas jogadas dele que saiu os gols brasileiros, marcados por Patryck e João Peglow, ambos no primeiro tempo.
Com o resultado, o Brasil avançou às semifinais do Mundial e vai encarar ninguém menos que a rival histórica França, que goleou a Espanha nas quartas por 6 a 1. O duelo acontece nesta quinta-feira, às 20h (de Brasília).
Do outro lado da chave, México e Holanda disputam vaga na grande final também na quinta-feira, às 16h30 (de Brasília).
O jogo
O Brasil começou avassalador no Estádio Olímpico, botando pressão nos italianos desde o início. Com a postura ofensiva, não demorou para a Seleção abrir o marcador. Logo aos cinco minutos, Pedro Lucas tabelou na esquerda com Patryck, que invadiu a área e chutou no contrapé do goleiro Molla para abrir o marcador.
Na sequência, o Brasil deu uma relaxada e quem se animou foi a Itália. O time europeu apostava em sua arma mais forte, a bola parada, para levar perigo à meta de Matheus Donelli, que precisou trabalhar para evitar o empate em algumas ocasiões.
A partir dos 30 minutos, porém, o Brasil retomou o ritmo do início de jogo e voltou a pressionar. Diferente dos jogos anteriores neste Mundial, o lado brasileiro que melhor trabalhava era o esquerdo, graças a Pedro Lucas.
Aos 39 minutos, Brasil armou o contra-ataque, Pedro Lucas abriu perfeito na direita pra Peglow, que chutou cruzado. A bola ainda bateu na trave antes de balançar a rede.
A segunda etapa começou mais morna, com o Brasil administrando o resultado. A Itália sentia muito fisicamente e tinha dificuldade para criar. Sem muitas emoções ao longo do segundo tempo, os italianos quase botaram fogo no jogo aos 37 minutos após saída errada de Yan.
Henri e Luan Patrick não se entenderam na marcação e bola sobrou livre para Gnonto, que sai cara a cara com Matheus Donelli. O goleiro do Corinthians sai perfeito e trava o chute na hora certa para evitar o gol.
No final da partida, o Brasil se fechou na defesa e apostava no contra-ataque. O time ainda teve uma boa chance em cobrança de falta de Kaio Jorge, mas a bola saiu e o placar se manteve inalterado.


Comentários